Quanto custa viajar para o Uruguai?

Quanto custa viajar para o Uruguai?

29 de junho de 2022 0 Por Day Off Club

Se você pretende fazer uma viagem pela América do Sul e não pretende gastar muito dinheiro, saiba que o Uruguai é uma ótima opção de destino. A moeda local do país é o peso, que é emitido em notas de 20, 50, 200, 200, 500, 1.000 e 2.000.

Além disso, desde 2010 foram extintos os centavos, o que facilita bastante para quem carrega dinheiro em espécie. Os dólares são amplamente aceitos no país, e é quase como se fosse uma segunda moeda oficial.

Já o real é menos aceito, mas ainda assim é possível encontrar estabelecimentos que aceitam a moeda brasileira, embora o câmbio não seja tão favorável na maioria das vezes, especialmente nas regiões que fazem fronteira com o Brasil.

Uma dica importante é evitar comprar pesos uruguaios no Brasil, e sim deixar para fazer a troca ao chegar no país. Além disso, dependendo da cotação do dia, pode ser ainda mais interessante fazer o câmbio para dólares, apesar de que com a cotação atual, talvez o mais recomendado seja comprar pesos uruguaios.

O que realmente não vale a pena é trocar o real por pesos nas casas de câmbio aqui no Brasil, já que por não ser uma moeda com grande saída, não tem cotações tão boas. Você pagará mais caro se trocar aqui ao invés de trocar lá.

Por outro lado, se você quiser sacar dinheiro lá, saiba que existem muitos caixas eletrônicos em todas as cidades, mesmo nas pequenas cidades do interior, e por isso não será difícil encontrar opções. Além disso, você também poderá sacar em dólar em alguns caixas. O único problema é que você precisará pagar os 6,38 de IOF, além de pagar pelo saque realizado, mesmo no cartão de débito. Isso porque em 2013 o governo brasileiro aumentou a alíquota.

É caro viajar pelo Uruguai?

De modo geral, considere que em uma viagem no Uruguai, você gastaria um pouco mais do que no Brasil. A comida é um pouco mais cara, embora em algumas cidades turísticas do Brasil os restaurantes também cheguem a preços estratosféricos durante a alta temporada.

Além disso, as compras nos supermercados do Uruguai nem sempre valem a pena, já que muitos produtos são importados, especialmente em mercados pequenos. Isso porque o parque industrial do país é bem limitado e acaba dependendo de outros países para importar suprimentos.

Se você for viajar de carro partindo do Brasil, pode valer a pena parar em algumas cidades da fronteira para comprar produtos nos free shops, já que eles não são taxados. Mas como eles são pagos em dólares, é importante ficar de olho na cotação do dia.

A gasolina no Uruguai sempre foi um pouco mais cara. Com a alta dos preços no Brasil, ela ficou ainda mais cara. Mas em compensação, os pedágios costumam ser mais baratos do que aqui. Ao longo do país, são poucos os serviços que podem ser caracterizados como “baratos”, com exceção de algumas promoções realizadas no comércio.

Por outro lado, a boa notícia é que muitos pontos turísticos são gratuitos, especialmente os museus. A moral da história é que os custos no país não pesam muito nem contra nem a favor. O Uruguai não é o tipo de país que atrai turistas por conta dos baixos custos, nem mesmo que espanta os visitantes por conta de preços altos. Ele fica bem no meio dos dois.

Vale a pena comprar em free shops?

Muitos viajantes, principalmente do Brasil, aproveitam a ida de carro até o Uruguai para fazer compras em free shops, já que os produtos não são taxados e por causa disso acabam saindo muito mais baratos caso fossem comprados no Brasil.

Mas vale saber que existe um limite de compra por CPF. Caso você esteja entrando por via terrestre, esse limite é de US$ 300 por pessoa. O mesmo vale para quem viaja de navio até o país.

Já se você estiver viajando de avião, o limite aumenta para US$ 500 por CPF. Isso significa que, independentemente do que você vai comprar no país para levar de volta ao seu país de origem, a somatória das compras não pode ultrapassar os US$ 500.  Portanto, planeje-se para não se frustrar durante a viagem.

E não se esqueça de guardar todas as notas referentes às compras. Elas serão fundamentais para que você possa comprovar o valor dos produtos que comprou para a Receita Federal antes de deixar o Uruguai.

E aí, preparado(a) para fazer uma viagem aos nossos vizinhos do sul? Saiba que para entrar lá, é fundamental que você adquira um bom seguro viagem, que poderá proteger você de problemas como extravio de bagagem, perda de voo, além de cobrir despesas médicas e hospitalares. Já pensou se machucar e precisar pagar as contas altas do hospital em dólares?

Para conhecer um dos melhores seguros do mercado, basta acessar esse link!