Cachoeira do Meu Deus

Cachoeira do Meu Deus 

A cachoeira do Meu Deus tem esse nome, segundo os guias, pois é a primeira coisa que as pessoas dizem quando a veem, mas de fato não é atoa que isto é dito.

Seus 53 metros de queda são de tirar o fôlego e nos deixar boquiabertos por alguns segundos, isso mesmo depois de uma trilha que passa por 7, 9, 12 ou 14 cachoeiras.

Como chegar a este paraíso?

Colocarei duas referências aqui, e arrisco dizer que rola até um bate volta de qualquer um dos dois destinos. Vindo de Curitiba, são 250km que são feitos em cerca de 3 horas de viagem pela Rodovia Regis Bittencourt.

Caso você venha de São Paulo, fica um pouquinho mais distante, 280km com 4 horas.

De qualquer um dos lados, quando chegar em Cajati-SP você sairá da Rodovia Regis Bittencourt e seguirá por cerca de 62km até a entrada para a chácara que tem a essa beleza (cachoeira).

Essa propriedade fica no município paulista de Eldorado.

Não há uma sinalização “oficial” do atrativo, por se tratar de uma propriedade particular a placa é bem simples feita a mão mesmo, então quando passar dos 60km fique atento que a sua esquerda terá um restaurante simples com um amplo estacionamento, ali é o acesso.

A estrutura da Cachoeira do Meu Deus

O passeio só está liberado com guias, que estão a disposição nesta lanchonete. Os valores variam de acordo com a quantidade de cachoeiras que vocês pretendem conhecer.

Escolhemos a opção para fazermos a trilha que passava por 7 cachoeiras, nosso guia nos levou em 9 pelo mesmo valor.

Escolhemos essa opção pois no mesmo dia havíamos ido a Caverna do Diabo (confere nosso texto sobre lá) e a proposta dessa trilha era cerca de duas horas, o que encaixava com nossa intenção de voltarmos pra casa e chegar na Rodovia antes do anoitecer.

Trilhas para Cachoeira do Meu Deus 

Trilha para Cachoeira do Meu Deus

Trilha para Cachoeira do Meu Deus

Para chegar até o inicio da de qualquer uma das trilhas é necessário ir por uma estrada não pavimentada, de cerca de 2km de distância.

A estrada não é de boa qualidade, dentro de uma propriedade particular, com acesso somente com os guias.

Você pode ir caminhando ou subir com seu carro, fomos com carro de passeio pequeno, sofremos um pouco sim, mas sem dúvidas foi melhor ir de carro do que subir o morro caminhando no sol.

Vá preparado para a caminhada e de tênis, a caminhada toda é margando o rio acima, e em alguns trechos é necessário atravessar o rio por dentro da água, nunca a água passa dos joelhos nesses trechos (pode ficar tranquilo caso não saiba nadar).

Cachoeiras Trigêmeas

Cachoeiras Trigêmeas - SP

Cachoeiras Trigêmeas – SP

O inicio das trilhas vai variar conforme a quantidade de cachoeiras que foi combinada com seu guia.

Nós começamos nosso passeio pelas cachoeiras trigêmeas, é uma sequencia de 3 quedas, todas com um piscina natural que permitem banho e belas fotos.

E já nesse início passamos por dentro do rio para acessar a primeira das quedas.

Cachoeira do Pulo

Cachoeira do pulo

Cachoeira do pulo

Como o próprio nome já sugere, a melhor coisa a se fazer nela é pular.

A vista da trilha é de uma agua cristalina em tons de verde, simplesmente lindo de se observar.

A queda não é das maiores nem das mais atraentes, mas se souber nadar, pule da trilha na água. A distância é de cerca de 3 a 4 metros de altura (medido com meus olhos, então talvez não seja assim tão preciso).

Cachoeira Esmeralda

Essa é a última antes de chegar à cachoeira do Meu Deus, ela tem esse nome pois dependendo de como o sol está batendo e do horário do dia a cor da água é esmeralda.

Com uma queda um pouco mais fina e cerca de dois metros, a atração é a bela coloração e claro mais um salto na piscina natural que se forma. Essa é um pouco mais escorregadia, então cuidado na hora de se equilibrar para pular.

Enfim, a Cachoeira do Meu Deus 

Cachoeira do Meu Deus

Cachoeira do Meu Deus

Depois da cachoeira esmeralda, mais um minutinho de caminhada e enfim você dirá “Meu Deus” ao ver os 53 metros de quedas.

Há alguns metros de distância já se sente a brisa que vem das quedas, e como todas as cachoeiras a água mesmo gelada lhe convida para um banho renovador.

Esse é um destino que as fotos podem falar mais do que qualquer palavra que coloquemos aqui nos texto, mas não podíamos deixar de compartilhar a experiência em conhecer um lugar tão lindo assim.

Existe a possibilidade de visitar uma caverna que fica atrás da queda, porém é necessário seguir as orientações do guia e ir com muito cuidado se segurando pelas cordas já amarradas para facilitar o acesso.

Como comentei no inicio do texto, passamos por 9 cachoeiras seguindo uma trilha de cerca de duas horas, destaquei as mais impactantes delas, mas não houve nenhuma que não quiséssemos dar pelo menos um mergulho na piscina natural.

Caso queiram, e nós queremos em breve, fazer a trilha que passa pelas 14 cachoeiras é melhor dedicar o dia a esse passeio, pois serão 5 horas de trilha para poder aproveitar bem. E o recomendado é que se inicie cedo o passeio, para aproveitar o sol mais forte quando estiver na Cachoeira do Meu Deus.

É possível visitar apenas a atração principal, indo de carro até o fim da estrada e pegando uma trilha de poucos minutos e bem fácil.

Trata-se de um passeio muito bom, de baixo custo, aventura e que não exige tanto fisicamente, excelente para um sábado ensolarado. Caso você já tenha visitado e queira contribuir com alguma dica ou sugestão, sempre estamos a disposição para trocar uma ideia!

 
 
[ulp id=’NHCZrhytUCPGreGS’]
 
 
 
Entre para o Day Off Club
 
 
 
 

0 Comentários

Envie uma Resposta

Contato

Dúvidas? Entre em contato conosco

Enviando

©2019 Day Off Club de um desconto para si mesmo! / Criado por:Lab Growth

Fazer login com suas credenciais

Esqueceu sua senha?